Hipnose Clínica

A HIPNOSE CLÍNICA consiste num processo que leva à indução de um estado modificado de consciência, através de técnicas de relaxamento. Sob este estado, é possível modificar perceções, comportamentos…

A Mente humana constitui-se de duas partes: a Mente Consciente e a Mente Inconsciente.

iceberg1-2

À semelhança de um iceberg, a parte escondida e submersa (o inconsciente) é muito maior do que a nossa parte consciente.
O consciente:
A mente consciente contém aquilo de que temos consciência neste momento específico. Tudo o que está na mente consciente está simultaneamente na mente inconsciente e, por isso, a mente consciente tem um tamanho mínimo quando comparada com a mente inconsciente.
O inconsciente:
O inconsciente contém tudo o que sabemos mas de que não estamos explicitamente conscientes neste momento. O inconsciente armazena tudo aquilo que alguma vez experimentámos, as emoções, as vivências…. (LCCH, 2011).

Assim, a hipnose clínica constitui uma abordagem terapêutica de eficácia em diversos problemas psicológicos e psicossomáticos, bem como uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e autoconhecimento, extremamente útil, para alterar comportamentos e crenças desajustadas, encontrar novos caminhos e soluções, lidar com problemas de forma positiva ou, simplesmente, viver mais tranquilo.
Por isso, a hipnose clínica pode ajudá-lo(a) a:

Reconhecer causas dos comportamentos desajustados e alterá-los;
Reconhecer soluções em si para superar as dificuldades;
Preparar-se para lidar com os problemas;
Alterar crenças/conceitos e auto-imagem desajustados ao seu bem-estar;
Desfazer bloqueios inconscientes;
Relaxar e descontrair, física e mentalmente;
Aumentar o seu desenvolvimento pessoal e auto-conhecimento;
Melhorar a sua qualidade de vida.

 

MITOS E VERDADES SOBRE HIPNOSE

Alberto Dell’Isola é professor de Psicologia na UFMG e um dos maiores nomes da hipnose no Brasil, listou os principais mitos acerca da indução hipnótica:

 

A consciência é mais forte que a hipnose – VERDADE


Em hipnose, não é possível realizar nada que vá contra o código de ética e moral do paciente. Ou seja, suponha que o sujeito esteja em transe profundo e o hipnotista lhe diga: “Corra pelado” ou “Conte-me aquele seu grande segredo”. Ao ouvir algum desses comandos, o sujeito simplesmente desperta do transe hipnótico: a consciência resguarda as pessoas de fazerem algo que elas não querem.

 

É impossível acordar do transe – MITO


A suscetibilidade à hipnose não é sinônimo de ter a mente fraca ou sugestionável. Todos nós entramos em transe diariamente, quando assistimos a um filme e nos emocionamos ou até mesmo quando estamos estudando tão concentradamente que nada é capaz de nos perturbar.
Assim, não há risco de não “acordar do transe”. Mesmo que o hipnotista se ausente e não possa realizar o procedimento de “despertar”, o próprio corpo do sujeito irá despertá-lo naturalmente, em seu próprio tempo.

 

A hipnose não ativa uma supermemória – VERDADE


Na ficção, a hipnose frequentemente é utilizada para ajudar as pessoas a lembrar dos detalhes exatos de um crime que testemunharam. A hipnose realmente pode ajudar as pessoas a se lembrarem de fatos esquecidos. No entanto, ainda que a hipnose possa ser usada para potencializar a memória, os efeitos da suposta hipermnésia decorrente das sessões de hipnose têm sido drasticamente exagerados nos meios populares. Pesquisas indicam que a maior parte dessas supostas memórias é falsa ou distorcida. Dessa maneira, só é possível potencializar lembranças marcantes que, por algum motivo, se encontram bloqueadas.

 

Hipnose é meditação – MITO


A meditação é uma prática em que um indivíduo treina a mente ou induz a um modo de consciência, seja para obter algum benefício direto ou até mesmo como um fim em si mesmo. Confunde-se frequentemente hipnose e meditação, visto que ambas podem envolver estados alterados de consciência. No entanto, após atingir esses estados alterados de consciência (teorias de estado), o hipnotista procura sugerir alguma mudança de pensamento, ideia ou atitude. Em contrapartida, na meditação você não se preocupa em alterar seus modelos de pensamentos.

 

Hipnose não é o mesmo que dormir – VERDADE


Apesar de já ter sido considerada um estado específico do sono, hipnose e sono são estados completamente distintos. Durante o sono, sua mente parece agir como um barco à deriva: você parece não ter controlo sobre seus pensamentos. Por outro lado, durante a hipnose, você se interessa e participa ativamente daquilo que está pensando. O motivo pelo qual se confunde a hipnose com o sono é o fato de que, frequentemente, o sujeito sob o efeito da hipnose se encontra de olhos fechados. No entanto, isso é devido a ser mais fácil concentrar-se nos próprios pensamentos estando de olhos fechados.

<iframe src=”https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2F1479723682304997%2Fvideos%2F1887567131520648%2F&show_text=0&width=560″ width=”560″ height=”315″ style=”border:none;overflow:hidden” scrolling=”no” frameborder=”0″ allowTransparency=”true” allowFullScreen=”true”></iframe>